O Último Duelo

Votos do leitores
média de votos
Drama 152 min 2021 M/16 28/10/2021

Título Original

The Last Duel

Sinopse

<div>Ambientado em França, no ano 1386, “O Último Duelo” recria um evento verídico entre o cavaleiro Jean de Carrouges e o escudeiro Jaques Le Gris. Quando Le Gris é acusado de ter violado Marguerite, mulher de Carrouges, Carlos VI, rei de França, concorda que a melhor forma de resolver a questão é organizar um duelo até à morte entre os dois. Para Carrouges não é apenas a sua honra que está em causa, pois Marguerite, depois de julgada e humilhada por todos, arrisca-se a ser queimada viva por aqueles que duvidam da sua palavra. </div><div>Um drama histórico realizado por Ridley Scott ("Blade Runner: Perigo Iminente", "Thelma e Louise", "Gladiador", "Perdido em Marte", "Alien: Covenant"), segundo um guião de Ben Affleck, Matt Damon e Nicole Holofcener. O filme tem por base a obra “The Last Duel: A True Story of Trial by Combat in Medieval France”, escrita por Eric Jager que, por sua vez, recorre a dados históricos para narrar os acontecimentos. Matt Damon, Adam Driver, Jodie Comer, Ben Affleck, Harriet Walter e Alex Lawther encarnam as personagens. PÚBLICO</div>

Realizado por

Ridley Scott

Elenco

Matt Damon, Clare Dunne, Ben Affleck, Adam Driver, Jodie Comer

Críticas Ípsilon

Uma questão de honra

Jorge Mourinha

Ridley Scott não seria o realizador ideal para uma história verídica da Idade Média com muito que se lhe diga.

Ler mais

Críticas dos leitores

Paulo Lisboa

Fui ver este filme, porque sou apreciador deste género de filmes, e porque o argumento do filme me pareceu ser potencialmente interessante. E porque gosto de ver actuar Matt Damon, Adam Driver e Ben Affleck. <br />Gostei do filme, é um filme que se vê muito bem, a realização de um modo geral é boa, pese as três histórias entrelaçadas por vezes se repetirem. A actuação de todos os actores é boa e história prende o espectador do princípio ao fim do filme. <br />Estamos perante um bom filme passado na idade média. <br />Numa escala de 0 a 20 valores, dou 16 valores a este filme.

Continuar a ler

Francisco Gomes

Um filme bem classificado para maiores de 16. <br /> <br />O rei demasiado novo tira alguma "seriedade" ao filme. <br /> <br />Um filme interessante para advogados (e não só) tendo em conta que mostra as duas versões sendo que uma delas é a mais verdadeira. <br /> <br />Uma coisa é o que pessoa "A" afirma; outra coisa é o que a pessoa "B" afirma; outra coisa é o que é de facto - ou seja a Verdade em pleno.

Continuar a ler

Costa Machado

Também "O Nome da Rosa" é medieval e no entanto.... E muita gente disse: mais vale ler o livro de Eco. Aí aprende-se. Neste filme não fui à procura de grande erudição histórica. Achei piada, numa sociedade em que, no casal, a mulher é tutelada pelo marido; a organização está hierarquizada em torno do suserano dos suseranos(o rei), os suseranos que, através dos cavaleiros, asseguram a tributação dos camponeses, haja espaço para esta história insólita de uma violação da mulher de um cavaleiro por um outro cavaleiro. Por isso, é de louvar a escolha de Ridley Scott, a que não é estranha a presença de Afleck e Damon como produtores, dois actores veteranos de Hollywood já premiados com um Óscar pelo argumento de "O Bom Rebelde". Gostei do filme. Vamos ter prazer em rever aquilo que Ridley Scott tem feito.O presente filme tem até algumas pontes de contacto com "Gladiador". Seis séculos antes do #metoo. Interessante. Nota: 3 em 5.

Continuar a ler

Envie-nos a sua crítica

Preencha todos os dados

Submissão feita com sucesso!