Cinecartaz

JOSÉ MIGUEL COSTA

1 estrela

Ao assistir ao video promocional de "Fragmentado" fiquei manifestamente siderado. Um tipo (protagonizado por James McAvoy) que padece de transtorno dissociativo da personalidade (com 23 identidades diferenciadas na sua cabeça a lutar entre si para assumir o controlo do seu consciente) que rapta 3 adolescentes, mantendo-as cativas numa qualquer cave? Epá a coisa prometia! E, como tal, lá fui todo feliz e contente para o cinema na expectativa de assistir a um sofucante triller psicológico. Todavia, aquilo que poderia revelar-se um interessante estudo de personagem acaba por transformar-se abruptamente, pela emergência de uma 24ª personalidade ultra-vilã com caracteristicas sobrenaturais, num hibrido e patético filme de (pseudo) terror.

Metaforicamente, senti-me como se estivesse a saborear um cozido à portuguesa (que até nem estava nada de especial, devido a um McAvoy com insuficiente carga dramática e a soar a falso - tendo, inclusive, não raras vezes, aquando da transição entre personalidades, roçado humoristicamente o ridiculo) e me trouxessem como segundo prato (que não estava anunciado na ementa) um chao min com galinha requentado. É que não havia  necessidade!! Mesmo sabendo de antemão que o M. Night Shyamalan tem a mania de querer surpreender-nos a toda a força com finais inesperados ...

Publicada a 05-02-2017 por JOSÉ MIGUEL COSTA