Cinecartaz

Natália Costa

Asqueroso e Apoteótico

Dum realizador particular, apenas se podem esperar filmes invulgares. Darren Aronofsky tem um estilo muito próprio, que é bem visível nesta película. Aquilo que poderia limitar-se a ser a história de Nina (uma impecável Natalie Portman, vencedora do Óscar de Melhor Actriz Principal), mais uma bailarina em busca da perfeição, é transformado numa surpreendente sucessão de imagens que Aronofsky constrói, de modo imprevisto, até uma apoteótica sequência final. O espectador será confrontado com um (invulgar no ballet) cenário negro e diversos planos algo asquerosos, que ganharão todo um novo sentido à medida que o filme se vai desenrolando. Menção a um perfeito Vincent Cassel, o inesperado e sombrio Professor de Ballet, que tenta tirar literalmente o melhor partido das suas aprendizas. Não sendo perfeito, trata-se duma película imperdível, pelos actores, cenários, cadência da história e, acima de tudo, pela arrebatadora surpresa que nos aguarda no final.

Publicada a 26-03-2011 por Natália Costa