Cinecartaz

Miguel Machado

X-Men: First Class - O recomeço merecido

Gostava de começar esta critica por me dirigir as pessoas que não compreenderam que "X-Men: First Class" é um recomeço da saga, ou seja, não está de maneira alguma ligado aos outros 4 filmes existentes. Aliás, os únicos filmes que têm ligação entre si são os 3 primeiros, visto que "X-Men Origins" é outro "Stand Alone".

Para os fãs do género:
Depois de "Thor", "Iron-Man" e "Hulk" chega-nos mais uma adaptação que se aproxima bastante da história original de onde é baseada. Não como em Spider-man ou na primeira trilogia onde davam um titulo e diziam que era baseado em X ou Y. Como tal já foi um grande passo dado por Matthew Vaughn, que fez um excelente trabalho a adaptar a história quer para agradar aos fãs quer para agradar ao público que não faz ideia da história e/ou origem dos X-Men.
É claro como sempre não existe uma adaptação 100% fiel mas podemos destacar o facto de terem sido incluídos personagens como Banshee e Moira. Muito boas caracterizações de Magneto, Raven (Mystique) e Emma Frost retratando não só grandes parecenças físicas com a BD como semelhanças a nível psicológico e comportamental.

Espero sinceramente que continuem a saga a partir daqui visto que este foi o filme que X-Men merecia e que só após estes anos todos foi feito.

Para quem não é fã do género:
As pessoas que não costumam gostar do género de super-heróis vão-se deparar com um filme de acção comum, sem efeitos extraordinários e possivelmente vão achar a história ridícula, mas têm que perceber que este filme, apesar de tentar abranger o público que não conhece X-Men, foca muito as pessoas que pelo menos gostam do género de super-heróis ou superpoderes, portanto se está a pensar ir ver o filme e não gosta do género ou os filmes de Thor e/ou Iron-Man não apelaram muito ao seu gosto, então possivelmente não deverá apostar nele,

Em conclusão, um filme bastante razoável, muito apreciado pelos fãs do género, se todos os filmes da Marvel tivessem sido assim desde do primeiro, não seria neste momento preciso recomeçar sagas como X-Men e Spider-Man.

Publicada a 23-06-2011 por Miguel Machado