Cinecartaz

Pub
Cartaz do Filme

Saló ou Os 120 Dias de Sodoma

Título original:
Saló o Le 120 Giornate di Sodoma
De:
Pier Paolo Pasolini
Com:
Giorgio Cataldi, Paolo Bonacelli, Umberto Paolo Quintavalle
Género:
Drama, Terror
Outros dados:
ITA/FRA, 1975, Cores, 117 min.

Curiosamente, "Saló ou Os 120 Dias de Sodoma" é a obra mais violenta do cineasta italiano, marcada pela opressão, sadismo, deboche e morte numa expressão de pura maldade. Pasolini transpõe “Os 120 Dias de Sodoma” do Marquês de Sade e apoia-se em textos de Roland Barthes, Maurice Blanchot e Pierre Klossowski para evocar os últimos dias da ditadura fascista italiana, no final da II Guerra Mundial. É no norte de Itália que se situa a República de Saló, controlada pelos nazis. Os Senhores, quatro homens no poder, reúnem os 16 belos jovens de ambos os sexos que serão levados para a mansão para servirem nas orgias. Já na mansão, três senhoras de meia-idade contam histórias bizarras que são recriadas pelos Senhores e pelos jovens, resultando em cenas de deboche, delírio sexual, humilhações, torturas e finalmente morte. Esta impressionante reflexão de Pasolini sobre a perversão do ser humano suscitou muita polémica e deixou plateias inteiras em estado de choque. “Saló ou Os 120 Dias de Sodoma” foi censurado em vários países e continua a ser, nos nossos dias, um filme perturbador. PÚBLICO

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 21 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Não existem votos dos nossos críticos.

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

Não existem críticas dos nossos leitores. Por favor envie-nos a sua através do formulário à sua esquerda.