Cinecartaz

Marco Teixeira

Fantástico.

Uma distopia com laivos de feminismo, onde a violência jorra do ecrã em catadupa circense. Todos loucos, personagens bem esgalhadas como o tipo da guitarra eléctrica, qual cavaleiro do apocalipse pós-pós moderno. Sublime.

Publicada a 29-05-2015 por Marco Teixeira