Que Mal Fiz Eu a Deus?

Votos do leitores
média de votos
Comédia 97 min 2014 M/12 24/07/2014

Título Original

Qu'est-ce qu'on a fait au Bon Dieu?

Sinopse

<p>Claude e Marie Verneuil (Christian Clavier e Chantal Lauby, respectivamente) formam um casal francês tradicional. São católicos e têm quatro filhas: Isabelle, Odile, Ségolène e Laure. O seu maior desejo é que cada uma delas constitua família com alguém que encaixe nos seus parâmetros conservadores. Mas, para sua desilusão, as três mais velhas escolhem para maridos Rachid, um advogado de origem argelina (a família trata-o por "Arafat"); David, um empresário judeu (o "Rabi"); e Chao, um gestor chinês (o "Jackie Chan"). Em nome da harmonia familiar e da felicidade das filhas, Claude e Maria acolhem-nos mas, apesar de todos os seus esforços, não conseguem esconder o desconforto. A sua última esperança é Laure. Quando ela lhes anuncia que vai casar-se e que o noivo é católico, eles respiram de alívio… Mas só até conhecerem o futuro genro, Charles Koffi, que é negro. Enquanto Marie fica cada vez mais deprimida, Claude decide partir para a acção e sabotar o casamento. Nesse processo, vai contar com um cúmplice improvável: o pai de Charles, que também não está nada interessado em ter uma família multicultural...<br /> Uma comédia sobre preconceitos e expectativas sociais, escrita e realizada por Philippe de Chauveron. PÚBLICO</p>

Realizado por

Philippe de Chauveron

Elenco

Chantal Lauby, Ary Abittan, Christian Clavier

Críticas Ípsilon

Não existem críticas dos nossos críticos.

Críticas dos leitores

Carlota

Visualizei este filme na disciplina de Educação Moral. Agora, passado cerca de um ano, tive de fazer um trabalho para a disciplina de Português por causa das palavras do Papa Francisco sobre "Amor em tempos de muros". Ao rever o filme continuei com a mesma opinião. Apesar da religião, raça ou até pela forma como se lida com a vida, não devemos excluir as pessoas, pois estas são iguais a nós. Antes de reagirmos com quer que seja, devemos pensar se gostaríamos ou não que nos acontecesse isso. Se não gostávamos, não fazemos aos outros, mas se gostávamos podemos fazer porque em principio irá ser uma coisa boa. <br />Espero que a minha opinião vos incentive a ver o filme. <br />11-05-2019

Continuar a ler

Eduardo

<p>Filme exelente, roteiro, figurino, fotografia, artistas trabalhando de uma forma divertida, descontraída. Os críticos de cinema não gostam de comédia! </p>

Continuar a ler

Clea

Quando passara no Brasil? Foi anunciado para 8 de janeiro, e nada.

Continuar a ler

Lilly

<p>Excelente. Para quem se quiser divertir e rir de modo saudável é inteligente, não percam.<br />É espectacular.</p>

Continuar a ler

Isabel Paixão

Sou fã de comédias francesas. Esta não é diferente. Rir a bom rir, bons actores, bom guião, é divertidíssimo! Foram umas horas bem passadas!

Continuar a ler

Luisa

Ligeiro, divertido e atual. <br />O humor é enquadrado num contexto de valores humanos e sociais importantes.

Continuar a ler

Teresa

Vale a pena ver!!! Divertidíssimo! <br />Daqueles filmes em que saímos do cinema a sentirmo-nos bem!

Continuar a ler

Luisa

Ligeiro, divertido e atual. <br />O humor é enquadrado num contexto de valores humanos e sociais importantes.

Continuar a ler

Maria Félix

Filme fantástico, da nova era do cinema francês! Uma história girissíma e um humor sem limite do princípio ao fim! <br /> <br />Acho que é um filme a não perder!!!! Oportunidade única de rir, oque nos dias de hoje é tão difícil!!!!!!!

Continuar a ler

Irene

Incrível. O filme foi divertidíssimo.

Continuar a ler

Envie-nos a sua crítica

Preencha todos os dados

Submissão feita com sucesso!