Cinecartaz

Pub

Extremamente Alto, Incrivelmente Perto

Título original:
Extremely Loud and Incredibly Close
De:
Stephen Daldry
Com:
Tom Hanks, Thomas Horn, Sandra Bullock, Max von Sydow
Género:
Drama
Classificação:
M/12
Outros dados:
EUA, 2011, Cores, 129 min.
Links:
Site Oficial

Oskar (Thomas Horn), de 11 anos, demonstrou desde cedo ser um menino-prodígio. Pacifista e entusiasta, o seu passatempo predilecto era a "expedição de reconhecimento", um jogo que criara com o pai (Tom Hanks), com quem sempre tivera uma ligação de absoluta cumplicidade. Porém, a trágica morte deste, durante os atentados terroristas do 11 de Setembro, vem alterar a própria natureza do pequeno Oskar que, incapaz de lidar com a perda, se fecha sobre si mesmo e se torna uma criança infeliz e solitária.
Agora, um ano após o incidente, descobre num dos armários de casa uma chave do falecido pai. Convencido de que o objecto está de algum modo ligado a mais uma expedição, ele vai seguir diferentes pistas numa longa viagem pela cidade de Nova Iorque, em busca de uma última mensagem que lhe terá sido deixada. Nesse percurso vai ter a ajuda de um velho mudo (Max von Sydow) e conhecer algumas pessoas que, se por um lado lhe são estranhas, por outro o vão fazer compreender mais sobre si próprio e ajudá-lo a cumprir o luto que lhe faltava.
Realizado por Stephen Daldry ("Billy Elliot", "As Horas", "O Leitor") e com argumento de Eric Roth, é baseado na obra homónima de Jonathan Safran Foer. Nomeado para dois Óscares: melhores filme e actor secundário (Max von Sydow). PÚBLICO

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 95 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores