Cinecartaz

António Mendes

Um poema à arte do cinema

Magnífico e sublime, quer a realização quer a interpretação das duas personagens.
Se gostam de Cinema é obrigatório.

Publicada a 14-06-2020 por António Mendes