Cinecartaz

Raul Gomes

Nous Finirons Ensemble

Traduz melhor o filme, que a estúpida tradução.
Filme agradável, apesar de ser em tudo inferior ao primeiro.
No entanto a formidável galeria de actores, dos melhores que têm o cinema francês, proporciona-mos momentos de antologia, com um pequeno senão, a duração do mesmo. Não era necessário tanto tempo, e isso traduz-se por vezes numa monotonia que era desnecessária.
A amizade genuína entre eles consegue superar o distanciamento que a vida por vezes nos obriga a deixar de lado, tantas que são as agruras com que somos confrontados.
Mas bem lá no fundo, as emoções e vivências emergem e é como se o tempo tivesse parado, neste contexto de amizades fragilizadas, questões antigas mal resolvidas, mágoas, ressentimentos e que neste encontro acaba por prevalecer a amizade que os une, mesmo face a estes novos desafios da vida.

Publicada a 14-06-2019 por Raul Gomes