Cinecartaz

João Vladimiro

Pobre

Parece-me um filme com truques narrativos para levar o espetador (fácil) a rir e a chorar. Trata superficialmente de um mundo superficial. A forma como as coisas se sucedem são para mim pouco credíveis, ou seja, vejo actores e não seres humanos pois os seres humanos são bastante mais complexos do que aquil que o filme nos apresenta. Devia ter aprendido mais com o mestre...

Publicada a 14-05-2015 por João Vladimiro