Os Três Duques

Votos do leitores
média de votos
Aventura, Acção, Comédia 106 min 2005 M/6 22/09/2005 EUA

Título Original

The Dukes of Hazzard

Sinopse

<p>Baseada na série homónima do final dos anos 1970, inícios dos 80, é a história dos loucos, divertidos e velozes primos Duke: Bo, Luke e a belíssima Daisy. O negócio da família Duke é a aguardente caseira, produzida pelo tio Jesse. Mas, quando descobrem que as propriedades da vizinhança andam a ser expropriadas ilegalmente pelo corrupto Boss Hogg, têm de acelerar a fundo para defender a quinta da família. PÚBLICO</p>

Críticas Ípsilon

Filme pateta

Jorge Mourinha

Ler mais

Críticas dos leitores

Ah, adolescência...

Eduardo Prata

Um filme que me transporta para os saudosos anos da adolescência, na altura em que as personagens das poucas séries transmitidas pelos dois canais da TV pública faziam parte das nossas vidas e do nosso imaginário. Um filme onde o espírito original da série se encontra muito presente. A ser visto e entendido com o devido enquadramento e por um público com uma especial sensibilidade e capacidades de entender para além do básico, dos lugares comuns, do politicamente correcto que muitas vezes surgem nas apreciações dos chamados críticos de cinema. Gostei e aconselho aos trintões saudosistas.
Continuar a ler

Só me saiem duques

António Gomes

A série já era intragável. O filme apenas confirma que uma ideia estúpida nunca pode dar um grande filme.
Continuar a ler

Oh, Sean:-(((

Lena

Eu era miúda quando passava a série, e penso que achava divertido tudo aquilo, mas já só me lembrava do cão do "dono" da vila, os rapazes a entrar pela porta do carro e muitas perseguições automóveis com os carros da polícia sempre a chocar uns contra os outros e a estamparem-se. De facto, só fui ver o filme porque acho piada ao Sean Scott William, e no final acho que ficou aquém das minhas expectativas, além do Sean estar um pouco ridículo neste filme. Podiam, ao menos, ter posto a Jessica Simpson a cantar, em vez de lhe aproveitarem apenas as pernas. Afinal ela sabe cantar... mas provavelmente isso não interessava nada à dinâmica do filme. Bem, mas estava lá o Willie Nelson, né?<BR/><BR/>Em conclusão, foi mais um filmezinho, com algumas cenas cómicas, mas não mais do que isso - ah, e... claro, as pernas da Jessica estavam bem tonificadas...:-)
Continuar a ler

Engraçado

João

Acho a crítica deste filme muito mal feita, eu vi o filme e achei deveras engraçado e como tenho 20 anos, não tive o prazer de assistir a essas ditas "séries" por isso para mim foi um filme totalmente novo, e já há muito tempo que não ria.
Continuar a ler

Cinco estrelas

Daniela_kiss123

Eu adorei o filme. Achei muito fixe, e a Jessica Simpson estava um espectáculo!
Continuar a ler

Voltamos a ser miúdos

Guga

Quando voltamos a ver o filme lembramo-nos de quando eramos miúdos... e que mal isso tem? Pateta é chamar pateta ao filme.
Continuar a ler

Fantástico

chokes

Grande filme para quem gosta de automóveis e de acção, super-interessante e cativante. O cinema serve para motivar multidões e este serve na prefeição.
Continuar a ler

Filme mediano

critico de criticos

Fica claro que o filme não é das adaptações mais brilhantes que se podem fazer de um dos clássicos mais famosos da sua época. Pateta é no entanto um adjectivo evidentemente exagerado, usado por norma por quem tem necessidade de afirmação. É um filme mediano como foram outros, por exemplo "Gone in 60 Seconds", limitado em muitos campos. A desilusão é maior dada a expectativa que criamos. Como o filme que referi pelo elenco e este mais pela história, esperava-se muito mais do que uma simples reposição para os padrões actuais de algo que no seu tempo marcou um estilo. Esperava-se que marcasse hoje o estilo do futuro. Mas seria verdadeiramente esse o objectivo? Quanto a mim não. É bem mais simples, é recordar e não inovar.
Continuar a ler

Envie-nos a sua crítica

Preencha todos os dados

Submissão feita com sucesso!