Cinecartaz

Pub

Viridiana

Título original:
Viridiana
De:
Luis Buñuel
Com:
Fernando Rey, Francisco Rabal, Silvia Pinal
Género:
Drama
Classificação:
M/16
Outros dados:
MEX/ESP, 1961, Preto e Branco, 90 min.

Buñuel estava há mais de vinte anos radicado no México, quando foi, com alguma pompa, convidado para voltar a filmar em Espanha. Quem se lembrou da brilhante ideia depressa se arrependeu. Buñuel foi ao mais fundo e mais provocatório do seu anti-clericalismo e fez de "Viridiana" uma ferocíssima sátira ao catolicismo e à sua presença na sociedade espanhola. Para grande embaraço do governo, o filme ganhou a Palma de Ouro em Cannes. O Director Geral da Cinematografia foi posto na rua, e Franco tentou proibir que a obra fosse estreada na Europa (em Espanha e Portugal foi proibida). Buñuel voltou para o México sem que alguém lhe pedisse para ficar. Texto: Cinemateca Portuguesa

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 27 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Não existem votos dos nossos críticos.

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

  • Helder Almeida

    Viridiana

    Vi o filme VIRIDIANA nos anos 60, no estrangeiro. Em Portugal só foi admitido, tanto quanto me  (continuar a ler)