Cinecartaz

Pub
Cartaz do Filme

Lilith e o Seu Destino

Título original:
Lilith
De:
Robert Rossen
Com:
Jean Seberg, Peter Fonda, Warren Beatty
Género:
Drama
Outros dados:
EUA, 1964, Preto e Branco, 110 min.

Lugar comum? Lugar único? Pouco importa, dou-lhes razão: Lilith é "o mais belo filme de todos os tempos". Ou em que lugar colocar esta obra que Robert Rossen nos deixa, três anos antes de morrer? Se houve filme em que a candura se fechou sobre si própria para assim permanecer sem mácula foi em "Lilith". Lilith de Jean Seberg, não pode ser deste mundo em que tudo o que a toca a não entende. Só o cinema lhe deu espaço e tempo e a ele veio para aprender que a palavra, ao contrário do que aparenta, pode ser de facto a grande distância, o sinal que verifica a impossibilidade do amor. E quem tiver em pouca conta Warren Beatty como actor, que se desengane quando o vir ficar tão só naquele fim tão perdido, tão a preto e branco, tão lá fora na rua. É que Lilith fecha-se em si, na sua palavra, no cinema, e Beatty fica aqui na terra, bem dentro de nós. Destino dela ou dele? Ou nosso?

Texto: Cinemateca Portuguesa

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 7 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Não existem votos dos nossos críticos.

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

Não existem críticas dos nossos leitores. Por favor envie-nos a sua através do formulário à sua esquerda.