Cinecartaz

Raul Gomes

Um dia de cão, ou em excesso de filme

Ou como um road movie se transforma numa reflexão sobre os nossos comportamentos ao volante, que a maior parte das vezes nos transcendem e fazem-nos energúmenos e criam uma imagem desfasada da realidade.
Em tudo o mais, um filme que nada acrescenta ao palmarés de Russel Crowe, pois a violência gratuita filmada é digna de um psicopata e não de uma pessoa que teve, tem e terá sempre um dia de cão.

Publicada a 14-09-2020 por Raul Gomes