Cinecartaz

Ivo Miguel Barroso

Bastante bom

Bastante bom.
É um filme muito bonito, com algumas cenas muito bem conseguidas.
Sophie Nélisse faz um papel excelente, no papel de Liesel;
tal como Geoffrey Rush.
Só tem um problema de verosimilhança: entre 1937 e 1945, passam-se 8 anos. A verdade é que a actriz é a mesma...
Em todo o caso, é um filme muitíssimo superior a alguns filmes premiados, por ex., "12 anos escravo", a quem dei a classificação de 2 estrelas.
Não se percebe, realmente, porque não está nos Óscares.

Publicada a 04-03-2014 por Ivo Miguel Barroso