Cinecartaz

Jorge Rosado

Amor a quanto obrigas!

É um filme fácil, com um investimento muito reduzido. Mais uma história de amor. Vê-se bem, não sendo de maneira nenhuma uma obra-prima. Na parte final, demasiado apressada, os actores não conseguem, no meu entender, encarnar as personagem, nem viver os seus dramas.

Publicada a 17-06-2012 por Jorge Rosado