Cinecartaz

Índice Médio de Felicidade

Título original:
Índice Médio de Felicidade
De:
Joaquim Leitão
Com:
Dinarte de Freitas, Dina Félix Costa, Marco D'Almeida
Género:
Drama
Outros dados:
POR, 2016, Cores

Ano de 2013. Portugal debate-se com uma crise económica. Daniel é um dos milhares de portugueses à deriva. Tem 38 anos, dois filhos e uma mulher que teve de se mudar para o interior. Ele, depois de perder o trabalho, sobrevive com o subsídio de desemprego e com o pouco dinheiro ganho a vender aspiradores de porta em porta. Os seus dois melhores amigos também se debatem com os seus próprios problemas: Almodôvar está preso por assalto resultante do desespero das dívidas; Xavier vive fechado em casa há 12 anos, deprimido. Mesmo assim, quando lhe é perguntado o seu grau de satisfação com a vida, Daniel responde que, de zero a dez, é de 8,0 – um número muito superior ao índice médio de felicidade do país, de apenas 5,7. Mesmo a viver uma sucessão de acontecimentos que o poderiam levar ao desespero sem melhorias no horizonte, nada o impede de acreditar no futuro. Ou não fosse ele um optimista nato.
Adaptação ao grande ecrã do livro homónimo de David Machado (vencedor, com esta obra, do prémio da União Europeia para a Literatura em 2015), uma história de esperança realizada por Joaquim Leitão ("Adão e Eva", "Tentação", "Até Amanhã, Camaradas", “Sei Lá”), segundo um argumento do próprio escritor em parceria com Tiago Santos. Marco D'Almeida, Dinarte de Freitas, Ana Marta Contente, Tomás Andrade, João Sá Nogueira e Lia Gama dão vida aos personagens. PÚBLICO

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 43 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores