Cinecartaz

Pub

Fado Camané

Título original:
Fado Camané
De:
Bruno de Almeida
Género:
Documentário
Classificação:
M/6
Outros dados:
POR, 2014, Cores, 72 min.

Carlos Manuel Moutinho Paiva dos Santos nasceu em Oeiras, em 1967. Doze anos depois, vencia a Grande Noite do Fado. Ao longo da carreira, passaria pelos palcos de Filipe La Féria, recriaria António Variações no projecto Humanos, daria voz a música para cinema e, acima de tudo, tornar-se-ia um dos maiores nomes do fado da sua geração.
Versatilidade. Emoção. Tradição enriquecida com a dose certa de risco. Tudo isto faz parte da personalidade artística de Camané. E tudo isto se conjuga num filme que oferece uma luz sobre o seu processo criativo. Duas pessoas ocupam lugares determinantes: José Mário Branco, produtor e director musical, e Manuela de Freitas, poetisa. Porque é nesta trindade de música, poesia e interpretação que Camané se destaca e define a sua essência. E é sobre ela que o filme se detém. Em jeito de "fadocumentário", o realizador entra em estúdio e acompanha as gravações do álbum "Sempre de Mim" (2008), registando as cumplicidades, subtilezas e intensidades do trabalho. O resultado é "Fado Camané", que chega às salas de cinema um ano depois da compilação "O Melhor | 1995-2013", disco duplo que reúne os momentos mais marcantes do percurso do fadista, desde a estreia discográfica com "Uma Noite de Fados" (1995).
Realizado por Bruno de Almeida – que assinou "Amália, Estranha Forma de Vida" (a propósito do qual conheceu Camané), "The Lovebirds" (em que o seu contributo teve um papel essencial) e também o vídeo de "Sei de um rio" –, "Fado Camané" estreou-se na abertura da secção Heart Beat do DocLisboa 2014. PÚBLICO

PUB

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores