Cinecartaz

Pub

Nada a Perder

Título original:
Nada a Perder
De:
Alexandre Avancini
Com:
Petrônio Gontijo, Day Mesquita, Beth Goulart
Género:
Drama, Biografia
Classificação:
M/12
Outros dados:
BRA, 2018, Cores, 134 min.

Edir Macedo Bezerra, bispo evangélico, escritor e empresário brasileiro, nasceu em Rio das Flores, a 18 de Fevereiro de 1945, no seio de uma família católica. Praticou o catolicismo até à adolescência mas aos 19 anos converte-se ao protestantismo evangélico. Em 1975, com 30 anos, decidiu fundar a sua própria instituição religiosa, a que inicialmente denominou de A Cruzada do Caminho Eterno. Mais tarde, muda definitivamente o nome da instituição para Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Hoje, apesar das várias polémicas em que esteve envolvida ao longo dos anos, a instituição possui milhões de fiéis espalhados pelo mundo. Referido pela revista norte-americana Forbes como o pastor mais rico do Brasil, Edir Macedo é também, desde 1989, proprietário do Grupo Record e da RecordTV, a terceira maior emissora de televisão do Brasil.
Ficção baseada em factos reais, este filme sobre Edir Macedo foi encomendado e produzido pela própria IURD. Com realização de Alexandre Avancini (“Os Dez Mandamentos: O Filme”), segundo um argumento de Stephen P. Lindsay e Emílio Boechat, adapta a obra biográfica “O Bispo: A História Revelada de Edir Macedo”, escrita pelo jornalista Douglas Tavolaro. A encarnar as personagens estão os actores Petrônio Gontijo, Day Mesquita, Dalton Vigh, Beth Goulart, André Gonçalves e Eduardo Galvão. PÚBLICO

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 38 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores