Logan - The Wolverine

Votos do leitores
média de votos
Aventura, Drama 137 min 2017 M/16 02/03/2017

Título Original

Logan

Sinopse

<div>Num futuro não muito distante, os X-Men foram impiedosamente perseguidos pelas sentinelas, uma raça de "robots"-soldados concebida para caçar e exterminar todos os seres de origem mutante. Os poucos que conseguiram escapar a este destino vivem escondidos sob anonimato, lutando pela sobrevivência. Entre eles está Logan, outrora conhecido pelo nome de Wolverine, que busca um modo de evitar a extinção da sua espécie. Física e psicologicamente debilitado, Logan é contactado por Gabriela, que lhe pede ajuda para treinar Laura, uma jovem mutante com poderes idênticos com os seus, que precisa de um mentor que lhe guie os passos e a proteja dos seus inimigos. Apesar do sentimento de impotência que o tem acompanhado ao longo dos últimos anos, Logan vê na rapariga a pessoa que em tempos fora. Isso vai fazer renascer dentro de si a esperança que julgara perdida…</div><div>Com assinatura do realizador James Mangold ("Vida Interrompida", "Walk the Line", "O Comboio das 3 e 10" ou "Wolverine"), segundo um argumento seu, de Scott Frank e Michael Green, um filme de acção e aventura que se inspira num dos mais emblemáticos personagens da Marvel, criado em 1974 por Len Wein e John Romita. No elenco, Hugh Jackman, Dafne Keen, Patrick Stewart, Richard E. Grant, Boyd Holbrook e Stephen Merchant. PÚBLICO</div><div><br /></div>

Realizado por

James Mangold

Elenco

Hugh Jackman, Doris Morgado, Patrick Stewart, Elizabeth Rodriguez, Dafne Keen

Críticas Ípsilon

A angústia do super-herói à beira da terceira idade

Jorge Mourinha

Hugh Jackman diz adeus a Wolverine com uma história sombria e adulta que, no seu desequilíbrio, é mais interessante que a maioria dos filmes de super-heróis.

Ler mais

Críticas dos leitores

Médiocre, reaccionário e desgostante

Thomas

Não sei que filme viram os que gostaram deste filme decrépito. Não passa de uma quantidade enorme de restos de outros filmes e com uma crónica falta de inteligência. Uma vez que a criatividade estava pelas horas da morte, nada melhor do que umas cenas de violência gratuita, deveras desgostante, para doirar a pílula. Daí a estanha classificação etária, que não recomenda o filme para crianças nem para ninguém, digo eu. Para esquecer. Classificação: 0/5

Continuar a ler

Que filme...

Henrique Silva

Enorme. O melhor de todos. Recomendo.

Continuar a ler

4 estrelas !

José Luís Silva

Poderoso e algo denso, este thriller envolve o espectador mesmo até ao fim. Bons efeitos especiais e fotografia. Logan (Wolverine) no melhor filme da série e na sua melhor interpretação. Patrick Stewart também em grande performance. Recomendo.

Continuar a ler

4*

Paulo Fortunato

Gostei mas acho que acabou mal, como sempre filme bem feito.

Continuar a ler

Imaginativo mas crível

Adriano Vasconcelos

"Logan"  é o melhor filme relacionado com os X-Men e, para mim, o melhor da Marvel Comics depois de "Deadpool". Ação e caráter crível, Jackman com a melhor atuação da sua carreira até agora. Realização e fotografia muito competentes.

Continuar a ler

4 estrelas

JOSÉ MIGUEL COSTA

<p>Depois do excelente Deadpool, a 20th Century Fox vem reconfirmar, através de Logan, que os filmes de super-heróis podem elevar os seus patamares de qualidade, fugindo das estafadas/desinspiradas narrativas "coloridas"/light e lineares (com os inevitáveis finais felizes dos eternos indestrutiveis) que costumam caracterizar este sub-género cinematográfico , e dotando os seus personagens de densidade dramática (em detrimento do mero heroismo). <br />E para o efeito, desta vez, surpreendeu-nos com uma cerimónia fúnebre digna de um dos heróis mais queridos dos X-Men (afinal, os invenciveis também têm sentimentos/fraquezas - inclusive, a nível físico - e ... tombam - até o Wolverine), juntando drama e acção (visceral e sanguinária - capaz de provocar inveja no Tarantino) num registo de road movie em ambiente de "western" (com umas pitadas de humor negro). Em suma, uma mescla improvável que resulta num melancólico filme cru e carregado <br /> de "alma". </p><p><br />A acção decorre num futuro, quase apocaliptico, não muito distante (ano 2029 - longe dos dias em que ainda existia a escola do Professor Xavier para jovens "sobredotados"), no qual os mutantes estão à beira da extinção (quer por lhes ter sido movida uma caça intensiva por parte dos humanos, quer porque desde há 25 anos, por algum motivo não especificado, deixaram de nascer crianças especiais com o gene X - ou, pelo menos, assim se pensava), e os poucos que ainda resistem vivem na cladestinidade em condições deploráveis. </p><p><br />Tendo este contexto como pano de fundo, iremos seguir a jornada da dupla Professor Xavier (que atingiu os 90 anos e padece de demência, pelo que o seu genial e poderoso cérebro se constitui como um perigo para a humanidade) e Wolverine (decrépito, doente - a perder a capacidade de regeneração celular - e alcoólico, que se esconde sob a capa de um anónimo motorista, que tem por objectivo único - até surgir a jovem Laura - a protecção do seu velho mestre), numa interacção dinâmica e ideossincrática, que nos dará a conhecer uma faceta mais humanizada do indomável e ex-indestrutivel herói (com garras) de aço. E, desta forma, a produção desenvolve uma atípica profundidade neste sub-género ao explorar temáticas como a culpa, ressentimento, dor e conceito familiar.</p>

Continuar a ler

Envie-nos a sua crítica

Preencha todos os dados

Submissão feita com sucesso!