Cinecartaz

Pub
Cartaz do Filme

A Eternidade e Um Dia

Título original:
Mia Aiwniothta Kai Mia Mera
De:
Theo Angelopoulos
Com:
Bruno Ganz, Despina Bebedelli, Fabrizio Bentivoglio, Isabelle Renauld
Género:
Drama
Classificação:
M/12
Outros dados:
GRE/FRA/ITA, 1998, Cores, 130 min.

A dor, a nostalgia e a memória podem ser adereços? É aquilo que são em "A Eternidade e um Dia", do Theo Angelopoulos, sob a forma de guarda-chuvas em parada, nevoeiro ou o isolamento terminal das fronteiras. Bruno Ganz, num papel inicialmente destinado a Marcello Mastroianni, é um escritor em final de vida que vê desfilar à sua frente os fantasmas da vida que deixou por viver ou das emoções que deixou fugir. Isto em termos do cinema de Angelopoulos é material para o realizador exibir os seus efeitos de assinatura - os tão famosos planos sequência onde se misturam, sem corte, passado e presente - e convocar as suas figuras de estilo apocalípticas habituais. Ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes em 1998.

Vasco Câmara (PÚBLICO)

PUB

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 3 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Não existem votos dos nossos críticos.

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

Não existem críticas dos nossos leitores. Por favor envie-nos a sua através do formulário à sua esquerda.