Cinecartaz

Alexandre

O filme é um horror...

Desculpem-me a crítica um tanto ácida, mas este filme é de extremo mau gosto... Toda a argumentação é construída com base em situações preconceituosas e de conflito fácil e barato. Por exemplo, o primeiro-ministro com a secretária pobre; o chefe com a assistente mais nova e "sexy"; uma mulher mais velha com um irmão desequilibrado que mesmo após se envolver com um rapaz mais novo não o faz perceber da situação; uma comunidade portuguesa pobre e serviçal em França a dar força a uma rapariga portuguesa pobre para casar com um inglês que só por ser inglês deve ser melhor que eles; um jovem inglês feio e pobre que vai para a América em busca de gajas bonitas e dispostas a fazer sexo com o primeiro inglês que aparecer; e mais outros tantos exemplos, até porque são dez histórias. Este filme é uma tortura para quem tem alguma visão crítica do mundo em que vivemos. Só se salva Emma Thompson, que além de ser uma óptima actriz tem o papel mais interessante. De resto... o argumento é tão ruim que fico com pena dos actores. A concepção de amor apresentada no filme é mesmo superficial ... o filme confirma que todos nós estamos nos lixando para o que se passa com o mundo, o que interessa mesmo é engatar alguém. Esse filme está todo errado na sua concepção e começa mesmo mal ao falar do 11 de Setembro, a seguir a falar de prostitutas, depois sobre o rabo da secretária, depois dos portugueses, etc, etc, etc... E pior ainda, nem sequer piada tem.

Publicada a 16-11-2003 por Alexandre