Cinecartaz

Johnny B. Good

Personalidades

É divertido observar as diferentes personalidades e conflitos de personalidade, pensar até que ponto é encenação ou naturalidade. Tem momentos divertidos, outros entediantes. A Cate Blanchet é um momento alto, pelo belo trabalho que mostra. É de facto duas pessoas, não como essa vaga de novelas de gémeos mal acabadas... O último senhor (de cujo nome não me lembro) é enternecedor. Como sonhador assumido, penso: "Será que serei assim daqui a uns anos...?". E depois o Tom Waits. Um dos meus artistas admirados, desilude-me um pouco, pois parece arrogante e provocador de distúrbios (distúrbios de mente do pobre e simples Iggy). Mas no final, a tirada apaziguadora, quando sózinho mostra que afinal é como toda a gente. Vale a pena, mas para ser bom, há que procurar bem o que queremos ver neste filme, ou então será apenas um documentário desinteressante.

Publicada a 23-06-2004 por Johnny B. Good