Cinecartaz

Ricardo Pereira

Mais Uma Tentativa da Dreamworks

Este desenho animado da DreamWorks revisita com muita liberdade a história de Sinbad, o marinheiro. A grande preocupação é encontrar um tom moderno para aproximar a história de um pirata à moda antiga das plateias modernas, especialmente das crianças e adolescentes que formam a maioria do público. A modernidade é encontrada pelo roteiro de John Logan (co-autor do argumento de “Gladiador”) a partir do comportamento do marujo, que ginga o corpo, fala com gírias de hoje e cumprimenta seus amigos com o tapa na mão de todo e qualquer seriado americano. A história vai encontrá-lo em plena actividade, ou seja, tentando saquear um outro navio com sua turma. O problema é que o defensor do outro navio é Proteus, um príncipe e velho amigo que Sinbad não vê há dez anos. Nem por isso o pirata vai desistir do roubo, ainda mais que o tesouro a bordo é nada menos do que um muito valorizado Livro da Paz – um objecto mágico, responsável pelo equilíbrio no mundo. A deusa do caos, Eris, vendo isso, resolve enviar uma espécie de lagosta gigante para atacar os dois navios, o de Sinbad e o de Proteus, colocando mais adrenalina no combate. O monstro é derrotado pela união das duas tripulações mas Sinbad é capturado pela deusa. Para soltá-lo, ela o faz prometer que lhe entregará o Livro da Paz. Ele promete mas lembrado da amizade que deve a Proteus, resolve deixar o compromisso com a deusa para lá. Vingativa, ela assume a forma de Sinbad, rouba o livro, forçando-o a sair em sua perseguição para limpar o seu nome e também livrar Proteus da morte certa – pois o amigo assumiu seu lugar na prisão e, caso Sinbad não retorne com o livro em dez dias, morrerá em seu lugar. Um outro toque moderninho reside na heroína, a princesa Marina. Noiva de Proteus, ela entra secretamente no navio de Sinbad apenas para garantir que ele não se desviará da missão de salvamento – o que o pirata bem que pretendia. Dentro de um figurino bem actual – camiseta justa e fusô – a princesa sai dos limites impostos pelo pirata, conquistando toda a tripulação por sua valentia e iniciativa. De quebra, sobra um clima romântico entre ela e Sinbad para emprestar um tempero adicional à trama de aventura.

Publicada a 04-08-2003 por Ricardo Pereira