Cinecartaz

Martim Carneiro

Saturação

Gostei do primeiro filme da trilogia que tinha um argumento credível. O segundo viu-se com alguma paciência. Com este terceiro atinge-se a total saturação: cabeças a explodir, sabres trespassantes, infindável pancadaria, e até facas para retirar ostras. Salva-se apenas a acção aparatosa de dois cães que levam tudo pela frente...

Publicada a 21-05-2019 por Martim Carneiro