Cinecartaz

Nazaré

Entre pai e filho

O que se destaca neste filme é a maneira como os acontecimentos são narrados. Apenas dois cenários, o da casa e o do posto de controlo onde o filho está destacado, que vão alternando à medida que (em doses muito parcimoniosas) se vão ligando as peças, como se fosse um puzzle. Por isso, de início, os comportamentos podem parecer exagerados, ou irracionais, mas acabamos por perceber tudo. É um filme muito hábil, que joga com a inteligência dos espectadores como se de uma história de suspense se tratasse. Já sobre as interpretações políticas, anti-guerra, etc., passo.
Claro que há coisas absurdas associadas ao modo de vida em Israel, num e noutro cenário, mas o filme foca-se realmente na família.

Publicada a 12-06-2019 por Nazaré