Cinecartaz

Francisco Fidalgo

Hollywoodesco

Este filme é absolutamente terrível.
Imaginem derreter uma bola de 4kg de Queijo Edam, 12kg de cheddar e 47 caixas de mozzarella. Mau, não? Este filme chega a esse nível. Há filmes piores, mas falando deste…
Fui, basicamente “arrastado para o ver” e durante o tempo todo em que lá estive sentado a pensar se isto seria algum tipo de piada de mau gosto em que não estivesse metido.
Os efeitos eram decentes, mas sejamos honestos, que filme não tem efeitos decentes atualmente? A representação é absolutamente horrível, o Dwayne Jonhson tem a capacidade de representação de uma raposa deficiente e eu queria que as duas crianças inglesas desaparecessem sempre que apareciam no ecrã.
A rapariga que lá está, embora muito atraente, tem a personalidade de um rebento de soja, daqueles que se compra no Celeiro.
Como diria o meu grande amigo Bruno Aleixo, “Que porcaria”! Se alguém se oferecer para ver este filme na vossa presença, por favor contactem o SNS 24, depois não digam que não avisei.
No final, o Dwayne Jonhson diz algo como "agora reconstruímos" e a bandeira americana fica ao vento… Mais um filme “Hollywoodesco”. Vão ver os Batanetes, que é, além de grande série, uma coisa sem efeitos especiais.
Querem ver o filme? “A mim que me importa” – Bruno Aleixo

Publicada a 15-05-2020 por Francisco Fidalgo