Cinecartaz

Gabriel Bonito

Contra um cinema moribundo

Filme de leitura difícil, onde muito do que não se vê se sente. Filme de fragmentos, com uma composição cénica e uma construção literária muito ricas. Filme de um tratamento fotográfico e de iluminação da imagem que deslumbram.
“A História da Minha Morte” está nos limiares da perfeição. Pena que um público abstencionista não tenha já vocação para ver cinema, pena que a difusão de obras como esta morra sem piedade entre a exibição comercial rasteira que enche as nossas salas.

Publicada a 28-05-2014 por Gabriel Bonito