Cinecartaz

Pedro Alhinho

Cruel lucidez

Num excelente preto e branco somos conduzidos pela crueldade das misérias humanas do envelhecimento, da ganância, da cupidez e do embotamento. Personagens demasiado comuns. História demasiado banal. Filmado como um sereno combate de galos entre vergonha (ou a falta dela) e a dignidade. Um grande filme, sobre muitos de nós, mas para muito poucos.

Publicada a 10-03-2014 por Pedro Alhinho