Cinecartaz

Jaubas Alencar

Atos inconsequentes...

Impressionante como a história é cíclica, seja na dramaturgia de Tennesse Williams, na obra de Woody Allen ou na vida real. "Blue Jasmine" é não apenas uma releitura de "A Streetcar called desire" mas é a arte imitando a vida real: por acaso o imbróglio dos fiscais de São Paulo não começou com uma mulher apaixonada, traída, abandonada e ressentida? A história política brasileira está cheia de casos semelhantes! Nada mais desastroso para um corrupto do que uma mulher vingativa. E o filme mostra como os atos impensados podem trazer consequências trágicas: Jasmine (ou Jeannette) cavou o próprio buraco e pulou dentro... duas vezes! Como bem disse Freud: "A paixão é o embrião da loucura".

Publicada a 19-11-2013 por Jaubas Alencar