Cinecartaz

Paulo Figueira

Muito bom.

Tão ou mais que “Rio Grande”, “O Comboio Apitou Três Vezes” e outros da mesma igualha, mas direi que para ver Jeff Bridges, na pele de um marshall meio marginal e independente, e uma paisagem que é paradigma de um Oeste sem limites vale bem a pena. A história, muito bem contada, apreende-se pelo correr das imagens.

Publicada a 19-02-2011 por Paulo Figueira