Cinecartaz

Raúl Reis

Missão impossível

É sabido que os “remakes” são um exercício arriscado. Mais difícil ainda é a adaptação de livros, mas com “The Day the Earth Stood Still” trata-se do primeiro caso. Em 1951 saiu um filme de ficção científica do género “Twilight Zone” que fascinou os jovens de então e se tornou um filme-culto. A história era simples e politicamente correcta para o início dos anos 50: os extraterrestres ameaçavam destruir a Humanidade porque os seres humanos não paravam de se guerrear. Sessenta anos depois ainda há guerras, mas parece que a preocupação é outra: a protecção do meio ambiente. Por isso, os extraterrestres que aterram na Terra em 2008 têm uma única preocupação: salva o planeta da influência nefasta do ser humano. Em resumo, eles querem exterminar a Humanidade para salvar o planeta, enviando mesmo naves espaciais que vão funcionar como arcas de Noé para salvar a fauna da Terra. O enviado dos extraterrestres chama-se Klaatu (Keanu Reeves) e é um ser inexpressivo, frio e determinado. Depois de muitas peripécias, Klaatu arranja uma amiga cientista (Jennifer Connelly) que o tenta convencer a dar uma segunda oportunidade aos homens. “The Day the Earth Stood Still” conta uma história previsível, bastante lamechas e cheia de situações sem princípio nem fim. Como espectador fiquei várias vezes envergonhado por simplesmente estar naquela sala. Apesar de um claro esforço por parte dos actores - Reeves é excelente na sua inexpressividade, John Cleese faz uma aparição que faz esquecer por uns instantes que o filme é péssimo e Jennifer Connelly tenta representar toda a Humanidade – a missão de salvar o filme é impossível! Raúl Reis PS - A sinopse do Cinecartaz diz que a nave aterra num centro comercial, certamente uma má tradução ou interpretação de Central Park...

Publicada a 15-12-2008 por Raúl Reis