Cinecartaz

Rodrigo Anciães Ferreira

Escolher informado

Este Die Hard é quase tão bom como o primeiro, brutalmente superior ao segundo e menos cansativo que o terceiro. Claro que, num domingo à noite, quando se olha para os filmes em cartaz é bom saber o que se espera. Não vamos ver um filme de acção com vontade de ver um romance ou uma comédia.
Agora como acção, Bruce esteve em grande. Só tive pena dos mauzões da fita serem bastante pobrezinhos. Sinto falta de um grande vilão ao estilo do primeiro. Alguém que surpreenda em vez de cumprir o guião obrigatório... ah, e já agora, mas porque raio a malta tem sempre medo de colocar as "falas" obrigatórias... claro que está lá o "yupikaei motherfucker", mas e aquele discurso sobre o "it's always just for the money"...?
De qualquer forma, o estilo "who cares" de Mclane está lá. Afinal, o tipo só quer salvar a filha e ir para casa, e o resto que se lixe. Refrescante para um género de filmes que quase sempre insiste em tentar dar uma lição. Para finalizar: O avião que entra no filme é mesmo o tal que vai substituir a actual frota F dos EUA. Agora a parte em que Mclane fica lá em cima é muito má... faz lembrar aquele James Bond com a cena em que ele se atira da ravina para entrar no teco-teco ou os 35 minutos que demorei a sair da sala no filme "Os Anjos de Charlie"...

Publicada a 23-07-2007 por Rodrigo Anciães Ferreira