Cinecartaz

António Cunha

Nem os efeitos especiais têm interesse

O que este filme poderia ter sido... Mas não é! A história é muito boa. Tudo o resto vale pouco ou nada. Até os efeitos especiais! Também o desempenho de Natalie Portman é medíocre (a pronúncia inglesa é muito mal conseguida). Esperava mais desta actriz. Por outro lado, Hugo Weaving abrilhanta, mais uma vez, tudo o resto. Os planos repetidos das mesmas pessoas chateiam e não servem o filme. Que desperdício e que pena. Apetecia mesmo que este tivesse sido um grande filme. A sequência final é, infelizmente, o único momento de interesse. Até a telenovela venezuelana, vencedora do Óscar de melhor(?!) filme, é melhor que isto.

Publicada a 18-04-2006 por António Cunha