Cinecartaz

JPT

Heat reaquecido

Visualmente é um regresso ao melhor de "Miami Vice" e "Crime Story". A Cidade, vibrante e mestiça, (contem-se os diversos alfabetos que se sucedem no filme) e a Noite, ora sombria ora fulgurante, são as mais interessantes e bem captadas personagens do filme. Também a enérgica banda sonora nos relembra o domínio de Mann sobre o casamento entre imagens e música (de novo "MV" e "CS", mas também o óptimo "Último dos Moicanos") Infelizmente, há o regresso (e a regressão...) a "Heat", ou seja, aos debates pretensamente filosóficos entre o caçador e a presa, manifestando uma pretensa simbiose (e, pior, uma equivalência moral) entre dois seres que não podem coexistir. Esta premissa, tão banal como inverosímil, ainda por cima culminada com um final clinicamente hollywoodesco, atira o filme para a mediania que já se espera de M. Mann.

Publicada a 20-12-2004 por JPT