Cinecartaz

Oleg y las Raras Artes

Título original:
Oleg y las Raras Artes
De:
Andrés Duque
Género:
Documentário
Outros dados:
ESP, 2016, Cores, 70 min.

À imagem da música do seu retratado, o pianista e compositor Oleg Karavaychuk (1927-2016), este é um filme impressionista pensado como carta de amor, registo histórico e rendição boquiaberta a esta figura excêntrica, com qualquer coisa de andrógino, demasiado "visível" para o conformismo exigido na URSS. O "compositor maluco", como Karavaychuk era conhecido entre os vizinhos, escreveu muito para filmes (de Sergei Parajanov ou Kira Muratova) e produções de palco, alegadamente por serem das poucas actividades que não lhe criavam problemas com as autoridades. Mas – à imagem de muitos nomes talentosos cuja arte não procurava apenas servir o aparelho – só após a Perestroika o seu nome e as suas "performances" multidisciplinares atravessaram o Cáucaso. Nada disto, contudo, é directamente referenciado no filme de Andrés Duque ("Color Perro que Huye", "Ensayo Final para Utopía"), que se concentra em deixar Karavaychuk falar por si – ou antes tocar por si, em cenas rodadas no interior do museu Hermitage, em São Petersburgo, onde o pianista ora improvisa ora ensaia frente às câmaras num piano que pertenceu ao czar Nicolau II. Não sendo nem retrato biográfico, nem documentário de tema, "Oleg y las Raras Artes" vê Andrés Duque, venezuelano radicado em Espanha, ir à Rússia filmar um artista que foi mal-amado nos tempos comunistas e que, mesmo hoje, parece ter ficado esquecido pelos recantos daquele enorme país. Jorge Mourinha (PÚBLICO)
 

Votos dos Leitores

Média da votação dos leitores, num total de 3 votos (carregue na posição pretendida para votar)

Votos dos Críticos

Envie-nos a sua crítica

Para submeter o seu comentário tem que ter javascript activo no seu browser.

Pedimos que respeite os nossos Critérios de Publicação. Reservamo-nos o direito a não publicar quaisquer comentários inadequados ou ofensivos. O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados. Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.

Críticas dos nossos leitores

Não existem críticas dos nossos leitores. Por favor envie-nos a sua através do formulário à sua esquerda.