Cinecartaz

R. E. Ferreira

Ménage à trois

Embora seja fã das comédias francesas, tenho de admitir que, por vezes, a fórmula simplesmente não funciona, como é o caso.
Temos Jean que vive com Sandrine há 15 anos, quando esta descobre que ele em uma amante.
Depois de conversar com a mãe (que tem problemas idênticos) Sandrine decide propôr a Virginia a partilha semanal de Jean, ao que se seguem uma série de sequências e peripécias para ver quem fica com o canastrão de quem todas gostam.
Aqui se verifica como os homens são simples e as mulheres astuciosas e, muitas vezes, cruéis entre si.
No geral, achei as situações algo forçadas, com cenas de sexo acrobático e o filho de Jean sempre a perguntar se ele ia meter a sua pilinha na coisa da senhora, num filme, na minha opinião, mal conseguido.

Publicada a 09-07-2018 por R. E. Ferreira