Cinecartaz

Frederico Moura

Um murro no estômago

Começo por referir aqui o último parágrafo desta má sinopse, o que talvez tenha influenciado certos comentários ou interpretações desajustadas a meu ver. Não existe aqui nada de dúbio em relação à criança e seus progenitores. O que temos é uma mãe e filho(s) que lidam com a violência de um homem ( ex-marido/pai) e a falha do sistema legal em saber lidar com este tipo de situações. O filme é exímio a transmitir essa tensão crescente (destaque para as excelentes interpretações do trio principal) em direção a um final que opera a nível de planos/som como um filme de terror, com a diferença aqui de estar infelizmente associado a algo que ocorre diariamente por esse mundo fora. Um filme realista, violento e amargo, nada fácil de assistir.

Publicada a 04-04-2018 por Frederico Moura