Cinecartaz

Raul Gomes

Cheers para Òscar a Harrelson

Que bem o merece. O melhor filme da já longa carreira, deste camaleónico actor.que se transforma por completo, esquecendo-nos muitas vazes na sua interpretação magistral de quem é o actor, que engorda para se tornar o mais credível no seu papel, que deixa muitos dos principais actores de momento, a salivar para conseguirem este papel . Actuação primorosa de um outsider já muito experimentado, que apesar das suas dezenas de filmes, ditos secundários ou independentes, nunca tinha atingido um tal grau de perfeição. Notável. Ultimamente foi preponderante a sua actuação como chefe de polícia no aclamado e oscarizado Tres Cartazes à Beira da Estrada.Mérito também para Rob Reiner, que consegue a atmosfera perfeita desses conturbados tempos, a crise de consciência provocadas pela inusitada subida a presidente, e a dignidade como aguentou a pressão do clã Kennedy, e se esforçou com empenho, um sulista, na alteração e dignificação dos direitos civis dos negros, mesmo em contraponto a todo um boicote a que foi sujeito por parte dos seus apoiantes e retrógados democratas.Um presidente mal amado, e que se tinha infelizmente como incompreendido e desiludido, o que fez que pela primeira vez na história presidencial americana, não se candidatasse.Oxalá, agora alguém o copie, a bem da paz mundial. Mas, os tempos infelizmente são outros, sem carácter e dignidade.

Publicada a 26-05-2018 por Raul Gomes