Cinecartaz

hdan

Pobre análise

Isto mais não é que uma análise/crítica ao filme construída sob forma de soundbite (simultaneamente paupérrimo e putativamente [só que não] controverso), do qual a citação infra é altamente ilustrativa.

"Nada melhor, para esse romantismo, do que um cineasta de “covers” como Denis Villeneuve, célebre por filmes péssimos (como O Homem Duplicado) e por filmes assim assim (como Arrival)..."

Mias, para além da moldagem ao soundbite, há uma entrega surpreendente a um exercício de reducionismo, o que faz com que o crítico caia na própria ratoeira que monta (é irónico o "das duas uma: ou é Tarkovski ou é Kubrick").

Pobre.

Publicada a 16-10-2017 por hdan