Cinecartaz

JOSÉ MIGUEL COSTA

3 estrelas

Em 2013, após o lançamento do improvável (e interessante) "Por Detrás de um Candelabro", Soderbergh anunciou a sua reforma da 7ª arte em ruptura com os "procedimentos"/mecanismos de distribuição desta indústria.
Felizmente para nós, aquele que costumo apelidar de "realizador inconstante" (intermitente entre os filmes de autor - os meus preferidos -, como Solaris, Traffic, Che ou Confissões de uma Namorada de Serviço, e aqueles em que ousa piscar o olho ao grande público - que no geral, excepção feita ao inenarrável "Magic Mike", também não me desagradam, pois possuem sempre "aquele toque de mestre" que os diferencia dos demais -, com principal destaque, claro, para a trilogia Ocean's), não cumpriu a sua promessa e retorna com uma comédia de acção, "Sorte à Logan".
Apresenta-se-nos em boa forma, concedendo-nos uma espécie de 4.° episódio (mais simplista) da saga "Ocean's", em "versão proletariado" (ou seja, tendo por base mais um assalto impossível - desta vez a um autódromo -, mas com personagens pobres e muito menos "sofisticados").

Quem é fã não irá, em definitivo, ficar desiludido (inclusive, acho-o superior à trilogia em causa por abusar na ironia e ser detentor de uma série de cenas deliciosamente idiotas).
E esqueçam os meninos bonitos dos anteriores episódios (Brad Pitt e George Clooney), pois o Daniel Craig e o Adam Driver (que papelões!) "dão-lhes bailinho" (e o Channing Tatum também não deixa os seus créditos em mãos alheias).
Portanto, BEM VINDO SODERBERGH!

Publicada a 09-09-2017 por JOSÉ MIGUEL COSTA