Cinecartaz

JOSÉ MIGUEL COSTA

4 estrelas

"Glória", dos bulgaros Kristina Grozeva e Petar Valchanov, é um drama que coloca a nu a corrupção endémica que contamina transversalmente todos os sectores da sociedade na Bulgária, através da história de um pobre e honesto cantoneiro ao serviço do Estado, detentor de um acentuado défice cognitivo, que é vítima de uma série de aproveitamentos políticos e jornalísticos, sem qualquer benefício próprio (pelo contrário, a sua vida irá tornar-se gradativamente um autêntico calvário), após ter decidido entregar às autoridades uma elevada quantia de dinheiro que encontrou espalhada numa linha férrea.

A dupla de realizadores, seguindo a linha do designado realismo social, que impregna com um humor negro que roça o burlesco (característica que lhe confere uma certa idiossincrasia, evitando, deste modo, o risco de resvalar para um objecto de denuncia algo simplista), tem a inteligência de transformar um evento simples num quase "poema cru" sobre a desumanização das relações nas sociedades modernas (e isto tendo por base um argumento simples - e bem estruturado).
Seria injusto não salientar que estes também tiveram a sua "tarefa facilitada" graças à excelente performance dos seus actores, Stefan Denolyubov e Margarita Gosheva.

Publicada a 10-06-2017 por JOSÉ MIGUEL COSTA