Cinecartaz

Francisco Zuzarte

Podia mas não era a mesma coisa

É a conclusão que se pode tirar de Wonder Woman. Tendo por base uma figura da banda desenhada, o filme joga de uma forma surpreendentemente segura, até à altura da batalha final, onde todo o tipo de exageros são permitidos, desnecessários quem sabe.
Pena que Robin Wright tenha um papel curto. Gal Gadot é uma Wonder Woman ainda à procura da forma de se enquadrar no papel.
Mas é um filme a ver.

Publicada a 02-06-2017 por Francisco Zuzarte