Cinecartaz

Ramiro Esteves Ferreira

Na Cama Com Virginie

Filme pouco conseguido, com um enredo confuso, tornando-se aborrecido, sobretudo na primeira parte, com muito palavreado, muitas neuroses e pouca graça, ficando um pouco melhor perto do final, embora sem deslumbrar. Virginie Efira, depois de "Aluga-se Família" e "Um Amor à Altura" em que era a musa que salvava os homens da sua desgraça, nesta obra é ela a protagonista, bastante complexa, como todos os outros personagens, desdobrando-se entre o seu trabalho de advogada e as suas conquistas, com psicoterapia, leitura de cartas e medicinas alternativas à mistura, sempre em busca de algo que não encontra, numa vida cheia de nós por resolver. A atriz belga expõe-se mais neste filme, a nível de cenas mais íntimas e, enfim, pela minha parte, só por ela, vale a pena ver o mesmo.

Publicada a 08-05-2017 por Ramiro Esteves Ferreira