Cinecartaz

Maria Stahl

Grande

Duas coisas que eu acho estranhas:
Primeira: O filme é simplesmente genial. Fui ver, um bocado ressabiada como qualquer bom português que se preze, a querer saber para quê tanto barulho e tanto prémio, a arreganhar o dentinho já para o escárnio e maldizer. Mas só que, bolas, pá! Saí de lá rendida. Apaixonada, pronto, crente de novo nas capacidades narrativas dos nossos cineastas e no futuro do cinema no meu país.
Segunda coisa que eu acho estranha: Andei a prestar atenção às estreias em sala de cinema português. Contei 4, neste momento, dois documentários ("Linha Vermelha", "É na terra não é na lua") e duas ficções ( "A vingança de uma mulher", "Florbela").
Ainda até há bem pouco tempo estiveram em cartaz "Paixão" e "O que há de novo no amor?". Espanto-me. Até onde pode o desinteresse declarado deste governo que não acredita na cultura, que corta em 100% o plano de produção do ICA para 2012 e tem uma RTP demitida de apoiar o cinema e o audiovisual? São eles que ditam o quê no meu país? Que gente ignara é esta que não abre os olhos, que não sabe nem quer ver?

Publicada a 14-04-2012 por Maria Stahl